terça-feira, 28 de setembro de 2010

PodQuest #02: Ser ou Não Ser Protagonista?

No segundo episódio do PodQuest, os Questers discutem as características dos games nos quais o protagonista é um personagem bem definido, com personalidade forte, e daqueles em que o personagem principal é indefinido, convidando o jogador a se projetar nele.

Journal:
  • Lançamento do Civilization V
  • Steam, GoG, e o estado do mercado de games para PC

Ouça diretamente no player abaixo:



Ou no link a seguir:
PodQuest #02: Ser ou Não Ser Protagonista?
(botão direito, depois "salvar como" para baixar)

Ou ainda, adicione o feed e tenha todos os episódios quando quiser!
http://feeds.feedburner.com/doublejump/podquest
No iTunes, vá em "Advanced - Subscribe to Podcast" e cole o endereço acima.

Ouça e comente! Se preferir, entre em contato por e-mail em contato@thepodquest.com ou pelo Twitter em @ThePodQuest.

2 comentários:

Marcelo Martins disse...

Eu me pergunto se a mudez dos personagens realmente modifica tanto assim a sensação de imersão. A gente vê o Link em terceira pessoa, fazendo um monte de coisas diferentes. Mesmo sem falar, o personagem é muito expressivo e mostra sua força de personalidade.

Em Metroid: Other M, Samus tem voz pela primeira vez na história. Não senti que a imersão ficou prejudicada por causa disso. Talvez o jogo em si não tenha agradado a maioria das pessoas, mas achei muito legal saber um pouco mais do background da Samus.

Acho que outro exemplo de personagens indefinidos são aqueles em que você é “Deus”, como Populous, Black & White, etc.

Filipe Vargas disse...

Primeiramente parabéns pelo cast, realmente muito bom.

A maneira com que os personagens são apresentados nos jogos é realmente fascinante, eu acho impressionante quando um personagem tem um background tão bem desenvolvido, que faz com que o jogador acabe levando em conta o pensamento de 'O que fulano faria ?' Assim como quando o jogo te da liberdade para moldar sua própria história no jogo.