segunda-feira, 18 de outubro de 2010

PodQuest #04: Moço, Quer Comprar a Minha Idéia?


Tive uma idéia: vou fazer um novo episódio do PodQuest falando sobre o valor real das idéias antes de seu planejamento e sua execução. Vou colher a opinião dos Questers sobre o verdadeiro papel do game designer e do desenvolvedor de jogos em geral que quer colaborar criativamente com o produto. Será que, pra desempenhar esse papel, basta ter idéias sensacionais?

Tá aí, ficou maneira a minha idéia. Alguém quer comprar?

Journal:
  • EALouse, ex-funcionário da EA Mythic, chuta o balde

Links:

Ouça diretamente no player abaixo:



Ou no link a seguir:
PodQuest #04: Moço, Quer Comprar a Minha Idéia?
(botão direito, depois "salvar como" para baixar)

Ou ainda, adicione o feed e tenha todos os episódios quando quiser!
http://feeds.feedburner.com/doublejump/podquest
No iTunes, vá em "Advanced - Subscribe to Podcast" e cole o endereço acima.

Ouça e comente! Se preferir, entre em contato por e-mail em contato@thepodquest.com ou pelo Twitter em @ThePodQuest.

Não deixe de conferir também o excelente Double Jumpers #16 – Processos de produção.

2 comentários:

MontyOnTheRun disse...

Essa música é do desenho do Street Fighter? Ruy se preparando pra soltar um Hadouken?! (13:00).

E pelo amor de deus...dancinhas e coisas do tipo em jogos online são o que mais mata a experiência. Quebra totalmente a imersão. Nunca joguei WOW, mas uma vez um amigo meu me mostrou e tinha uns CARROS! Brochei na hora. Talvez seja preconceito meu, talvez eu tenha dado azar de ver o jogo na hora errada - mas sei lá.

Mas sobre o mérito das reclamações do EA_Louse, eu entendo a visão de industria e entendo a visão de arte, mas será que não seria bom ter um cadinho mais de arte? Mas por outro lado, acredito que o tal artista estava no lugar errado. Ele queria a estabilidade de um estúdio maior, mas com a liberdade de um artista pequeno. We can't have it all.

O engraçado sobre "ideias que vão te deixar milionário" é que acredito que boa parte dos jogos que fizeram milhĩes ( principalmente na década de 90 ), de forma geral não tinham muito a ver com o plano original ou sequer tinham um plano. Muitos, são fruto de um desenvolvimento orgânico, bastante experimentado e com algumas boas doses de sorte.

Gilliard Lopes disse...

Sim, é a música do desenho que passava sábado de manhã. Ela fez tanto a minha cabeça que foi a primeira que eu tirei de ouvido quando comecei a aprender música, ainda moleque.