segunda-feira, 14 de outubro de 2013

QuickQuest #48: Direito de Tréplica

No QuickQuest desta semana, Gilliard Lopes retorna ao programa para responder às perguntas e comentários deixados por vocês sobre o último PodQuest. Ele comenta novamente sobre a Critical Studios, GTA V Online, Steam Machines, e mais.

Faça perguntas e sugira assuntos para os próximos QuickQuests pelo e-mail contato@podquest.com.br ou no Twitter @ThePodQuest.

Ouça no link a seguir:
QuickQuest #48: Direito de Tréplica
(botão direito, depois "salvar como" para baixar)

Ou ainda, adicione o feed e tenha todos os episódios quando quiser!
http://feeds.feedburner.com/doublejump/podquest
No iTunes, vá em "Advanced - Subscribe to Podcast" e cole o endereço acima.

8 comentários:

Ânderson Cardoso disse...

Grande Gilliard.

Boas respostas, bem vamos ao meu mal entendido, realmente ouvindo o cast novamente percebo que você inicia o assunto GTA 5 desdenhando um pouquinho do game com criticas coerentes mas com um pouco de sarcasmo, acho que foi ai que entendi o teu comentário erroneamente. Mas depois vejo que realmente você está curtindo a experiência apesar de tudo.

Quanto ao seu comentário sobre a série assassin's creed particularmente joguei ele (finalmente) depois de muito torcer o nariz, zerei na ordem, ou seja, AC 1; AC 2; Brotherhood, Revelations...este o melhor para mim sensacional fecha o arco do Altair muito fodamente...e agora estou me dedicando ao 3 e realmente também acho um saco, não sei ainda o que me brochou nele mas vou zerar porque nao gosto de começar algo e nao terminar.
Não sei se você começou a série na ordem (e nem se zerou)pelo menos para mim foi o que me atraiu no game, dei uma chance e achei foda, não sou fã boy mas gostei até o momento só acho que alongaram muito poderiam ter parado no revelations.

Sobre o último tópico citado, comentei de você ser fan boy da Nintendo porque parece que voce se ofendeu uma vez que um ouvinte te chamou de caixista rsrs...lembro me que voce disse -Quer me ofender me chama de nintendista...enfim bagaçeiras a parte fiquei feliz em saber que você estará lá na BGS este ano também vou te procurar ein não me atrevo a bater um Fifa contigo porque tu é developer deve saber me golear em qualquer lugar, ainda mais com aquela porrada de bugs que voces deixam :p

Enfim é isto !!

Abçs.!!

Edward Facundo disse...

Salve, Gilliard!

Sobre as libs compartilhadas, mesmo assim acredito que os benefícios advindos dessa arquitetura superam as inseguranças - a não ser claro, nos casos onde as libs foram modificadas por motivos óbvios - mas se não pudermos contar com a empresa dessa plataforma será meio complicado de confiar o seu produto nela. Seguindo essa pensamento comprometemos a longevidade do projeto ( SteamOS ). Afinal, directx são libs de terceiros, engines são um emaranhado de bibliotecas e frameworks mantidos por terceiros e quartos ;).

Outro ponto que esqueci de levantar neste mesmo tópico, é imagine as possibilidades para a comunidade dos modders?! Será que não estaria a steam, propositalmente ou não, criando um precedente ampliar aquele sentimento de pertencimento que a comunidade tem sobre uma produto quando pode criar suas extensões e dispor para seus amigos e o restante dos gamers? Vide o caso do Skyrim de como os modders conseguiram atingir uma qualidade de trabalhos derivados?

É citado muito os know-how dos pc gamers sobre as soluções que os mesmos conseguem lidar e propor quando aos problemas que surgem na sua plataformas, mas não seria isso uma realidade aceitável apenas na década passada? As empresas hoje em dia não buscam FACILITAR o máximo possível - seguindo as guidelines apple da vida - a experiência do jogador? Estamos cada vez mais sem tempo para fazermos diversas atividades em nosso curto tempo, será que uma empresa, principalmente as de triple-A, estariam dispostas a pagar o preço da competição por jogadores que tenham mais problemas entre sentar e jogar que os jogadores de console por exemplo que tudo está(teoricamente) prontinhos para jogar?

Será que estou tão errado assim quando vejo a Sony adotar uma plataforma x86 para seu próximo console diferindo da sua longa história de arquiteturas proprietárias ?

Abraços,

leoguitar disse...

Fala Gilliard tudo bem? Parabéns pelo podquest está muito bom.
Pergunta: Quando o Fábio Policarpo vai aparecer no podquest? Ele continua na área da computação gráfica? O site dele está fora do ar um tempão e não vejo nenhum artigo novo dele há muito tempo.

Leandro Viana Cappellano disse...

Eu diria que, para o Gilliard, Nintendo == Fluminense, Sony == Flamengo e Microsoft == Algum time europeu que ele simpatize rsrs

leoguitar disse...

hahaha boa Leandro Cappellano

Fernando Secco disse...

Poxa, sou sonista? Opa! Não que eu tenha jogado Nintendo minha vida toda e tenha tido todos os consoles Nintendo. Não que eu tenha jogado xbox umas 1000 horas a mais que o PS3... Não que o PS3 foi meu primeiro console da Sony...

Acredito que a Sony tá com uma proposta melhor e melhores exclusivos, se isso me torna um Sonista então tá valendo :)

Ânderson Cardoso disse...

Fala pessoal,

Acho que no próximo cast vocês poderiam discutir sobre o preço do ps4 contra o do xone aqui no Brasil, não chega a ser algo tão severo para vocês que estão fora mas para nós a chegada de uma nova geração é sempre cheia de absurdos, até sites gringos estão falando sobre o alto custo de um ps4 aqui no Brasil.

Porque os preços dos games hoje em dia no steam e até em midias fisícas estão melhorando e os consoles têm sempre este inicio tão sofrível ?

Como é essa febre da chegada de uma nova geração para vocês ai fora, é algo como a chegada de um novo device da apple ou chega a ser mais tranquilo?

Acho que teremos tumulto na BGS por conta de protestos contra o preço do ps4 ein rsrs...

Marcelo Martins disse...

Esse negócio do preço do PS4 é realmente um absurdo. Eu me lembro que quando o PS3 foi lançado, o preço foi também muito alto. Nas Lojas Americanas, chegava a 7.000 reais. Isso não faz sentido algum e a única coisa que podemos fazer pra protestar é: não comprem por esse preço.